Esta opção irá voltar ao original a home e restaurar todos os widgets e categorias fechados.

Reset

Light x Diet x Zero Açúcar

Quais as diferenças entre alimentos light, diet ou zero açúcar? Um produto pode ser light e diet ao mesmo tempo? Quem pode ou deve usar os produtos industrializados com estas especificações? Muitas são as dúvidas ao redor deste tema. Heloisa Hermann, nutricionista do Centro de Diabetes Curitiba, afirma que, em meio a tanta oferta de produtos, é normal que as pessoas se confundam. “O que deve se ter em mente é que cada uma destas características tem uma função e que sempre o mais importante é utilizar o produto de forma moderada, lembrando que para se obter os benefícios esperados de um alimento especial, destinado a uma situação determinada, seja de cuidados com o diabetes ou para perda de peso, o consumo adequado é fundamental, de preferência sob a orientação de um nutricionista”, ressalta.

A nutricionista pontua a diferença entre as três opções. Os produtos diet são aqueles que têm exclusão de algum ingrediente em sua composição com relação ao produto original, mais comumente o açúcar. São utilizados para dietas especiais como, por exemplo, na alimentação de diabéticos, e nem sempre são indicados para quem quer reduzir o peso, pois alguns alimentos diet, como o chocolate, apesar de não conter açúcar, devido ao maior teor de gorduras em sua composição, apresenta consequentemente mais calorias que o produto tradicional.

Já os light, de acordo com Heloisa, são assim chamados porque têm um valor calórico menor em relação ao mesmo alimento tradicional, em geral 25% menos calorias em comparação com o produto tradicional. Esta redução pode ocorrer à custa de carboidratos, proteínas ou gorduras, o que é mais frequente. São os alimentos mais aconselhados para as pessoas que querem emagrecer. “Um alerta é que o alimento com esta característica, assim como os outros, deve ser consumido sem exageros para atingir o efeito desejado, pois mesmo tendo uma redução calórica, se consumido em grandes quantidades no final das contas engorda também”, alerta a especialista.

E os que levam codificação como zero açúcar, segundo explica a nutricionista do Centro de Diabetes Curitiba, não diferem demais dos produtos diet, já que também existe a retirada do açúcar, ocorrendo apenas a substituição destes por produtos não calóricos, os adoçantes e edulcorantes alimentares.

Segundo a especialista, existem também produtos que são diet e light ao mesmo tempo, ou seja, não têm açúcar e são menos calóricos. Por isso, deve-se verificar qual é o ingrediente que está tornando determinado alimento reduzido ou ausente de algo, lendo sempre o rótulo dos alimentos para identificar o tipo, a qualidade e a quantidade de nutrientes, bem como de calorias em cada porção do alimento.

A indicação para os diabéticos com relação aos alimentos, conforme Heloisa, é que consumam alimentos diet ou zero açúcar, pois embora o diabético até possa consumir sacarose esporadicamente, o açúcar converte-se 100% em glicose, elevando a glicemia rapidamente, sem trazer nenhum outro benefício nutricional, por isso mesmo seu consumo deve ser evitado. “Por isso, aprender a ler rótulos e verificar os ingredientes antes de comprar devem se tornar hábitos diários das pessoas portadoras do diabetes”, finaliza.

Mitos e verdades

Mitos

Alimentos light não engordam – Os produtos light devem ter o mínimo de redução calórica de 25% em qualquer de seus componentes. Porém, se um indivíduo comer grandes quantidades de um determinado produto light, mesmo este tendo redução calórica, a pessoa aumentará de peso pela quantidade total de calorias ingeridas.

Produtos diet são indicados apenas para pessoas diabéticas – Todo alimento que contém a retirada total de um ingrediente de sua fórmula é considerado um produto diet. Assim, para os diabéticos ou para pessoas com problemas de saúde que necessitem a retirada da sacarose da dieta, o indicado é que se use os alimentos diet ou zero açúcar.

Alimentos zero açúcar não possuem nenhuma caloria – Estes alimentos, embora não contenham açúcar, possuem outros ingredientes fornecedores de energia como carboidratos provenientes de outras fontes que não a sacarose, como farinhas ou cereais. As proteínas e as gorduras, portanto, contêm calorias.

Os pais de crianças que estão acima do peso podem priorizar a alimentação dos pequenos com comidas e bebidas light ou zero – A alimentação de qualquer pessoa, especialmente das crianças, deve fornecer todos os nutrientes e em quantidades adequadas às suas necessidades para atender o crescimento e desenvolvimento em cada fase. O consumo de alimentos diet ou zero açúcar para crianças só é recomendado sob a orientação de um nutricionista, pois eles contêm edulcorantes que podem causar efeitos colaterais em crianças tanto devido ao excesso de sódio, quanto porque a dose máxima de ingestão do adoçante é calculada por quilo de peso e é atingida com facilidade pelos pequenos.

Verdades

Produtos diet ajudam a emagrecer – No entanto, é necessário ter cautela, já que a perda de peso depende do tipo do produto e da porção consumida. Há muitos alimentos diet que, devido à retirada do açúcar, têm a quantidade de gordura na composição aumentada em relação ao produto tradicional – como do chocolate dietético – e, assim, possuem valor calórico mais elevado. Porém, se a pessoa optar por substituir o açúcar por um adoçante dietético, haverá perda de peso pela diminuição de ingestão calórica.

Diabéticos podem consumir alimentos zero açúcar – Lembrando que este tipo de produto tem apenas a isenção de sacarose, mas que provavelmente possui carboidratos provenientes de outras fontes, por isso o consumo não é à vontade.

Fonte: Paran@Shop

Deixe o seu comentário!

Powered by Facebook Comments