Esta opção irá voltar ao original a home e restaurar todos os widgets e categorias fechados.

Reset

Diabetes insipidus – Causas, Sintomas e Tratamento

Diabetes-insipidusOs portadores dessa disfunção não precisam aplicar insulina e não têm que medir a glicemia várias vezes ao dia. O tratamento deles é outro, apesar dos sintomas serem familiares aos do diabetes tipo 1. A função do rim é regular a quantidade de água e sal do corpo, além de filtrar e eliminar as impurezas do sangue, separando-a dos nutrientes importantes que devem ser armazenados. Se algum elemento falha nesse processo, o organismo é prejudicado de alguma forma. É o que acontece aos portadores de diabetes insipidus (DI), disfunção caracterizada pela deficiência ou resistência ao ADH, um hormônio antidiurético que controla a absorção de água pelos rins, como o organismo comprometido, a pessoa apresenta sintomas como: sede excessiva, desidratação e aumento na quantidade e na frequência da urina. Esses também são os sinais clássicos do diabetes mellitus tipo 1 descompensado. “No entanto, nos portadores de diabetes insipidus (DI) não há defeito de secreção de insulina, logo não ocorre aumento de glicemia”.

Principais causas

O diabetes insipidus é raro, aparece em cerca de 4 a cada um milhão de pessoas, há basicamente, duas causas para a disfunção. A primeira delas, que está relacionada a uma falha na produção do hormônio ADH, é provocada principalmente pro traumatismo craniano e cirurgia no sistema nervoso central. Na segunda situação, o hipotálamo produz o ADH, mas o rim não responde corretamente a ele devido ao uso crônico de lítio, alto teor de cálcio no sangue ou baixo índice de potássio no organismo. Outro motivo seria de ordem genética, como mutações nos receptores de ADH. Existe ainda uma outra forma de DI gestacional, transitória, mas também muito rara.

Tratamento

O tratamento da diabete insipidus é feito como a reposição do hormônio ADH, por meio de comprimidos orais, spray nasal ou via subcutânea. Dependendo da causa, é indicado um anti-inflamatório e dietas pobre em sal. Nos quadros menos graves, o DI leva à desidratação, perda de peso, sonolência e insuficiência renal aguda. É muito importante cuidar, pois, caso contrário, o DI pode provocar convulsões e até levar ao coma. Em vários casos, a disfunção tem cura.

Fonte: Energia com Saúde

Deixe o seu comentário!

Powered by Facebook Comments