Esta opção irá voltar ao original a home e restaurar todos os widgets e categorias fechados.

Reset

Manga para controlar diabetes

Conheça os benefícios da manga, fruta nativa da Ásia que ajuda a controlar a diabetes

Manga para controlar diabetesEssa fruta nativa da Ásia se adaptou tão bem ao clima tropical que hoje dezenas de variedades são cultivadas no Brasil. Sorte nossa, pois a manga tem nutrientes de sobra. É o caso das vitaminas A, que beneficia a pele e o sistema imunológico, e C, que atua como antioxidante (protege as células contra agressões) e na formação do colágeno (confere elasticidade à pele). Fora isso, ainda fornece cálcio, fósforo e potássio e uma quantidade relevante de fibras, solúveis como a pectina e insolúveis como a celulose. Ambas retardam a digestão do amido, fazendo que o açúcar seja liberado no sangue mais lentamente. Estudos efetuados no país mostraram que a manga reduz em até 64% os níveis de glicose. Outro componente de destaque na fruta é o betacaroteno. Pesquisadores do Centro Médico da Universidade de Utrech, na Holanda, testemunharam o efeito protetor desses carotenoides contra asíndrome metabólica, conjunto de problemas que inclui hipertensão, abdome saliente, colesterol alto e resistência à insulina. Deste modo, concluíram que o consumo regular da fruta pode beneficiar pessoas que estão na chamada pré-diabetes

Como consumir

Dietas equilibradas recomendam três porções diárias de frutas. Uma delas pode ser a manga. Ela pode ser usada em receitas de doces, saladas e lanches

No controle da diabetes

O papel da manga no controle do diabetes foi demonstrado em uma pesquisa conduzida na Escola Superior de Agronomia Luiz de Queiroz, da USP, ao longo de três meses. Ratos com diabetes foram divididos em dois grupos. O primeiro recebeu uma dieta enriquecida com a fruta e o outro, a alimentação comum. A cada quinzena o sangue dos animais era coletado para análise da glicemia. Com apenas um mês de experimento, o nível de açúcar dos ratinhos que comeram manga caiu para menos da metade: de 330 mg/dl para 107 mg/dl. Os autores concluíram que a fruta foi eficaz na redução da glicemia e pode colaborar no tratamento do diabetes.

Fonte: Revista saúde

Deixe o seu comentário!

Powered by Facebook Comments